quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Aquela curtida..

Hoje no meio de tantas publicações, fotos, vídeos para mostrar a beleza da minha vida, esperamos constantemente por varias curtidas e compartilhamentos. Num exato momento queremos mostrar ao mundo quanto de felicidade nos rodeia e queremos divulgar isso, mas seria o mundo o real interessado nas minhas publicações? Quando publico algo espero que todos gostem ou existe algo mais na busca de likes? Nos últimos dias tenho visto algumas publicações do facebook e pensado no meu intimo, "Quem seria essa pessoa que gostaria de atingir com essa publicação?" Entende? Tá bom vamos ao comportamento humano, você publica algo despretensiosamente numa rede com milhões de pessoas, porem você não se interessa por milhões de pessoas,( a menos que use a rede social para trabalhar) e então entre as pessoas que você conhece nessa rede quem você gostaria que se interessasse pelo seu post? Você postou algo importante, recebe 300likes, porém no fim você abre as curtidas para saber se apenas uma pessoa curtiu, ou se comentou, isso não é algo admirável? Em que mundo realmente estamos? A quem realmente gostaríamos de falar sobre nós? E de tantas pessoas 'curtindo' noss vida, pq as vezes saber se apenas uma curtiu ou se interessou é o que realmente importa?

Raiva

.
Quanto de raiva podemos sentir de outro alguém? Não saberia mensurar.. Creio que sofro de raiva continua de todas coisas, me sinto intolerante frente atitude das pessoas , talvez teria que analisar eu mesmo frente as atitudes das pessoas e entendendo que elas não são perfeitas e conseguem atribuir erro. Me sinto intolerante, todas atitudes que não condizem com valores e comportamentos que discordo, isso tem me deixado constantemente com raiva e com sentimento de intolerância frente as pessoas. Sei que não sou perfeito, longe disso, essa mesma atitude de ter raiva das pessoas me coloca num nível muito ruim frente a convivência com as pessoas. Querer estar num nível de paciência e paz com as pessoas neste momento tem sido uma pratica quase impossível, tenho me sentido extremamente desiludido com pessoas ao meu redor, sem paciência com minha esposa, intolerante com um criança de 5 anos que me admira, enfim, as coisas andam num nível de raiva que não saberia medir e muito menos explicar se é desilusão com as pessoas ou problemas hormonais. Estar num nível de paz interna...esse seria o objetivo. Vejo pessoas que praticam yoga, pessoas que largaram uma vida de valores comerciais e mudaram para valores espirituais, pessoas que se dedicaram a algo maior, uma causa nobre e como desejaria ser um desses que larga tudo por uma vida de simples de paz interior sorrisos fáceis e tolerância com próximo; mas no momento sou um cão raivoso que olha com os olhos vermelhos de raiva, o pelo ouriçado e a baba saindo entre os dentes raivosos para todo aquele que me provoca, e me provocar no momento representa fazer qualquer coisa que não julgue o correto.. Até quando e qual a resposta?

sábado, 8 de abril de 2017

A velocidade do tempo

Quanto tempo hein?! Três anos pra ser exato...quantas coisas aconteceram neste tempo.. Me vi com saudades de fazer uma retrospectiva da minha vida e ter esse blog foi fundamental para reviver isso. Achei sensacional alguns textos antigos aqui, e claro que achei outros totalmente sem noção, rs, mas o mais importante foi conseguir lembrar situações que vivi e lições que aprendi. Hoje diferente dos capítulos anteriores, não estou mais solteiro, sim...casei, e mais do que isso, estou escrevendo nessa madrugada por que estou de plantão cuidando do sono do meu filho recém nascido, e não bastasse de mudanças, na parte profissional me tornei um empreendedor e sou dono do meu próprio negocio. A vida deu um upgrade em questão de 3 anos e as mudanças aconteceram rápidas..entenderemos, a seguir: A vida de tripulante não estava me satisfazendo e a ideia de me tornar piloto não estava me trazendo a ideia satisfatória que pretendia na época que era de formar família , ter qualidade de vida e financeiramente compensatória fora que o tempo hábil para ser contratado e finalizar o curso num pais em crise seria deveras longo; Os contatos profissionais e pessoais já me davam ideia de que não iria conhecer alguém bacana nos pensamentos que eu estava querendo; a vida em São Paulo despendia muito tempo; O custo de vida em São Paulo me obrigava a dividir um apartamento com mais pessoas para poder morar bem, ideia que com certa idade já não estava agradando; Vim visitar meu tio em Taubaté no inicio de 2014, tio este que estava a 14 anos sem ter contato, e foi uma surpresa mais que agradável revê-lo, pois conheci sua nova família, agora com duas filhas, uma de 10 e outra de 2 anos, umas graças, e adoro crianças, revi também minhas primas do outro casamento do eu tio, gostei da cidade, gostei da ideia empreendedora dele, e aproveitei para "estagiar" enquanto visitava. Na família da minha nova tia é formada por varias mulheres, e outra agradável surpresa foi conhecer os valores desta família; Gostei do estilo da cidade, tom de interior, tudo perto, custo de vida acessível e perto das grandes metrópoles. Enfim, diversas coisas sucessivas apontaram ou melhor, ajudaram para que eu me instalasse por essa cidade, conhecesse a mulher com quem casei, montasse negocio que tenho, e constituisse a familia que tenho hoje de maneira tão rápida, brincando hoje estou 2 anos casados, e com um filho, o que virá pela frente quando tivermos tempo, saberemos. Enquanto isso foi bom reviver este canal, e em breve, se tiver tempo habil agora, rs, me permitirei divagar sobre as questões humanas. Até breve..